Desafio: Ganhar e consolidar Homens  

Lidando com o antigo desafio da Igreja de Jesus:

 GANHAR E CONSOLIDAR HOMENS

 A Igreja de Cristo atual absorveu um legado que limitou seu crescimento e multiplicação: a tese de que é difícil ganhar e consolidar milhares de homens para Deus. Quem já não ouviu a frase: "ganhar homens: missão impossível". Isso foi um condicionamento, foi uma tradição.

Foi! Pois hoje o Senhor levanta um exército com uma nova percepção de conquista e com uma nova visão. A Igreja de Jesus, adestrada com o caráter de Josué e de Calebe, é ousada, é liberta e é corajosa.  Vale relembrar a conversa de Josué e de Calebe, narrada em Josué 14:6-13, "Quarenta anos tinha eu quando Moisés, servo do Senhor, me enviou de Cades-Barnéia para espiar a terra, e eu lhe trouxe resposta, como sentia no meu coração. Meus irmãos que subiram comigo fizeram derreter o coração o povo; mas eu perseverei em seguir ao Senhor meu Deus (...). Naquele dia Moisés jurou, dizendo: Certamente a terra em que pisou o teu pé te será por herança a ti e a teus filhos para sempre, porque perseveraste em seguir ao Senhor meu Deus. E agora eis que o Senhor, como falou, me conservou em vida estes quarenta e cinco anos, desde o tempo em que o Senhor falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e eis que hoje tenho já oitenta e cinco anos; ainda hoje me acho tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força então, tal é agora a minha força, tanto para a guerra como para sair e entrar. Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou naquele dia; porque tu ouviste, naquele dia, que estavam ali os anaquins, bem como cidades grandes e fortificadas. Porventura o Senhor será comigo para os expulsar, como ele disse. Então Josué abençoou a Calebe, filho de Jefoné, e lhe deu Hebrom em herança." Adestrados para a conquista e sem relatórios negativos, observamos que a Igreja primitiva, em seu registro, foi marcada por uma poderosa multiplicação através da conversão de milhares de homens e sob um mover maravilhoso do Espírito Santo por meio de um homem - Pedro - que ousou crer nAquele que o elegeu, como relata Atos 4:4. O nosso Cordeiro Macho, Jesus, ainda dá uma revelação tremenda em Mateus 14:21 sobre a multiplicação que está repousada sobre os homens. "Ora, os que comeram foram cerca de cinco mil homens, além de mulheres e crianças." Disso resulta, que o engodo do inimigo já é passado, pois temos experimentado a unção trazida pelo Espírito Santo para gerar e multiplicar uma grande igreja com a participação maciça e efetiva de homens.

Contudo, alguns princípios precisam ser observados nos moldes de Josué e Calebe:

1. Mudança de mente, a fim de ter a visão liberta para a conquista. 

2. Um coração pronto para obedecer a Deus, pois um homem voltado para si não pode desejar a excelência (amar homens, buscar a salvação deles e levá-los à santidade).

3. Ânimo e coragem, a fim de promover a conquista de novos desafios.

4. Objetividade para manter em foco os seus alvos.

5. Dependência do Espírito Santo, o que levará ao conhecimento do Filho de Deus e do Pai, pois o filho que conhece o coração do Pai sabe que lá há multidões de homens para serem salvos.

Essa tem sido a nossa realidade. Somos homens marcados por uma visão sem limites, multiplicadora: ganhar homens para Deus fazendo-os discípulos e discipuladores.

Assim, temos marcado a história da nossa nação como a igreja que possui um Ministério de Homens poderoso, restaurando homens para Deus.

Pr. Amilton Gomes de Paula