"Ungidos para conquistar..."

O Ministério de Homens foi concebido em nossos corações correspondendo a um sonho de Deus: a transformação de milhares de homens. Assim, entramos nesse território já quebrando um dos maiores paradigmas do evangelismo tradicional: a conversão de multidões de homens para Deus. É um processo desafiador, mas com um gosto de estarmos fazendo história, uma vez que uma multidão de homens passa a clamar em suas famílias pela redenção da cidade, do país e do mundo. "... Cristo em vós, a esperança da glória, o qual nós anunciamos, admoestando a todo homem, e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, para que apresentemos todo homem perfeito em Cristo..." Colossenses 1: 27 e 28.

ESTUDO DE EDIFICAÇÃO Neste espaço vamos compartilhar diversos estudos para o crescimento e edificação espiritual do HOMEM. ***Os artigos são uma coletânea de diversos autores, citados no rodapé.

  

Identifique-se... E aprenda com cada exemplo deixado por Deus!

 HOMENS DA BÍBLIA

● Caim,● Abel● Abraão● Isaque● Labão● ● Gideão● Hamã

● Assuero● Mardoqueu (ou Mordecai)● Elcana● Eli● Samuel

● Sadraque, Mesaque e Abednego● Amnom● Saul● Davi

● Jônatas● Elias● Geazi● Calebe● Neemias● Zacarias ● Onésimo

                   Corações Orgulhosos...  

Como é trágico ser testemunha de alguém que começou bem na vida mas teve um fim triste. Esta é a história da vida de Uzias. Ele foi proclamado rei de Judá com a tenra idade de 16 anos. Apesar de ser assim jovem, lemos que "ele fez o que o Senhor aprova... e buscou a Deus nos dias de Zacarias, que o instruiu no temor de Deus. Enquanto buscou o Senhor, Deus o fez prosperar"(2 Crônicas 26:4,5).
A fama de Uzias se espalhou e o seu exército cresceu poderosamente (v.8). Ele tinha 2.600 chefes dos homens de combate e 307.500 soldados que o apoiavam contra os seus inimigos (v.12,13).

Infelizmente, nós lemos depois": "Entretanto, depois que Uzias se tornou poderoso, o seu orgulho provocou a sua queda"(v.16). Uzias falhou em lembrar-se daquele que lhe havia dado sucesso e daqueles que lhe haviam instruído no temor de Deus. Ele pecou contra o Senhor quando queimou incenso no templo e Deus o feriu com lepra (v. 16-19).
Ele "sofreu de lepra até o dia em que morreu"(v. 21).
Para terminar bem a vida precisamos evitar ter um coração "orgulhoso". Vamos lembrar, sempre, da advertência de Provérbios 16:18: "O orgulho vem antes da destruição; o espírito altivo, antes da queda", e vamos seguir buscando o Senhor, obedecendo e agradecendo por tudo o que Ele fez.